Realiza-se, no dia 6 de dezembro de 2019, pelas 14:30, o Colóquio Miguel Real – 40 anos de escrita: o romance histórico no século XXI, que terá lugar na Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço, Guarda, cidade candidata a Capital Europeia da Cultura 2027, fechando o Ciclo de Homenagem a Miguel Real, promovido na Beira Interior (CMG, BMEL, FAL-UBI, PRAXIS, LabCom, CLEPUL, OLP, IPG). Este evento junta-se igualmente às celebrações dos 20 anos da Faculdade de Artes e Letras da Universidade da Beira Interior.

No passado dia 29 de novembro, no período em que está patente a exposição dedicada a Miguel Real (outubro-dezembro), decorreu também na BMEL uma espécie de antecâmara do colóquio acima anunciado, a saber: a apresentação do último livro da autoria de João Morgado, intitulado Fernão de Magalhães e a Ave-do-paraíso. Alexandre Luís, historiador e docente na FAL da UBI, dedicou-se à contextualização histórica da viagem de Fernão de Magalhães, abordando-a especialmente no âmbito da rivalidade luso-castelhana, e Carla Sofia Luís, docente na FAL da UBI, não deixando de mencionar alguns traços fundamentais da vida e obra do autor, apresentou a sua leitura do Romance Histórico Fernão de Magalhães e a Ave-do-paraíso, destacando momentos de perfeita simbiose entre História e Ficção.

Note-se que o Ciclo de homenagem que celebra os 40 anos (19791-2019) de vida literária de Miguel Real, afamado ensaísta, romancista, crítico literário, conferencista, professor, dramaturgo, teve início no Colóquio Internacional – Miguel Real – Literatura, Filosofia, Cultura[1] (havido na Universidade da Beira Interior (FAL-UBI, LabCom.IFP), nos dias 7 e 8 de novembro de 2018), e continuidade com a realização da exposição (outubro-dezembro de 2019) dedicada a este destacado vulto da cultura portuguesa, leitor assíduo de Eduardo Lourenço e autor de três premiadas obras intituladas Eduardo Lourenço e a Cultura Portuguesa (Quidnovi, 2008), O Essencial Sobre Eduardo Lourenço (INCM, 2003) e Eduardo Lourenço – Os Anos da Formação 1945-1958 (INCM, 2003).

Um Colóquio Internacional na FAL-UBI + uma Exposição na BMEL + Três colóquios na BMEL (4 de outubro) + Peça “O Ano da Morte de Ricardo Reis” na FCS – UBI, Covilhã e no TMG – Guarda + Apresentação do último livro de João Morgado, na BMEL. Procurou-se durante todas estas iniciativas abarcar diferentes aspetos da vida e obra de Miguel Real, a saber: Ensaio: Filosofia e Cultura Portuguesa e Ficção: Teatro e Romance, sem olvidar a critica literária, sempre atenta e atenciosa com todos.

———————————–

No primeiro evento intitulado Colóquio Miguel Real – 40 anos de escrita: ensaio, ficção, &tc. (4 de outubro de 2019, a partir das 14:30, sala de Tempo e Poesia da BMEL – Guarda), além das conferências proferidas por alguns especialistas da obra realiana, inaugurou-se a exposição.

No segundo evento intitulado Colóquio Miguel Real – 40 anos de escrita: a (re)criação dramatúrgica (6 de novembro de 2019, pelas 15 horas -TMG – Guarda), além da participação dos conferencistas Miguel Real e Filomena Oliveira, que dissertaram sobre a parceria empreendida no campo da redação de textos dramatúrgicos originais ou na adaptação de romances de autores relevantes no âmbito da Cultura Portuguesa, tivemos a oportunidade de assistir à performance da peça de teatro O Ano da Morte de Ricardo Reis (da autoria de José Saramago e adaptação dramatúrgica de Miguel Real e Filomena Oliveira).

[1] Página disponível em http://www.labcom-ifp.ubi.pt/files/miguelrealcoloquio/.

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar