1 March 2021
A Cidade Velha, património da Humanidade em Cabo Verde, vai ter uma Casa da Lusofonia dentro de cinco anos, criada pela organização não governamental Etnia, de Portugal.

Cidade Velha terá Casa da Lusofonia dentro de cinco anos

O protocolo que irá permitir a instalação da Casa da Lusofonia foi hoje assinando entre a Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santiago e a Etnia.

O presidente da ONG portuguesa, Mário Alves, explicou que a instituição pretende criar a Casa da Lusofonia na Cidade Velha, a primeira em África, à semelhança do que está a ser instalado em algumas cidades do Brasil, como Fortaleza, já em fase avançada de construção.

“Esta casa, que vai estar pronta em cinco anos, faz parte de um processo que está sendo implementado em vários outros países e que no Brasil já está na sua fase avançada, e é um projeto de desenvolvimento, sendo que a nossa ideia não é fazer um espaço só para circulação de artistas, mas que seja um espaço de cidadania”, explicou.

Sem saber ainda o montante que vai ser preciso para a instalação do projeto, Mário Alves esclareceu que começa hoje o processo de busca de apoios financeiros para iniciar a obra.

Por sua vez, o presidente da Câmara Municipal da Ribeira Grande de Santiago, Manuel de Pina mostrou a disponibilidade da autarquia em “fazer de tudo” para a edificação e funcionamento da Casa da Lusofonia que deve ficar instalado no Colégio de São Sebastião, no sítio histórico.

“A câmara vai dar toda a colaboração para transformar esta casa numa casa da cultura por excelência, movimentando toda a cooperação entre países da língua portuguesa para fazer de Cidade Velha um palco de cultura por excelência e que todos possamos tirar proveito”, frisou.

Segundo Manuel de Pina, o espaço que a Etnia, em colaboração com os parceiros locais vai coordenar, através de uma programação “dinâmica”, vai trazer “mais-valia” para o desenvolvimento turístico e cultura da Cidade Velha.

A Casa da Lusofonia vai ser um equipamento polivalente, com utilidade sociocultural e de cidadania, tendo vocação de intercâmbio e cooperação entre países de língua portuguesa, sendo residência artística, oficina de trabalho, centro de documentação e espaço de apresentações culturais múltiplas.

A ONG Etnia está a preparar para janeiro de 2013 na Cidade Velha, um encontro com pessoas ligadas às comissões instaladoras de todas as casas da Lusofonia, com o propósito de criar uma rede.

CLI// HB

Lusa/FIM

 

Fotos: LUSA

Ruinas da Se Catedral da Cidade Velha, que estao a ser consolidadas pela cooperacao portuguesa. (17/11/2004)

FOTO LUSA/FRANCISCO FONTES

 

Vista da Cidade Velha, na Ilha de Santiago, em Cabo Verde.

ANDRE KOSTERS/LUSA (20/02/2006)

Também poderá gostar

Sem comentários