O governo central da China vai continuar a apoiar Macau para que a Região Administrativa Especial se transforme numa plataforma bancária de “clearing” do renminbi entre a China e os países de língua portuguesa, disse Yao Jian, subdirector do Gabinete de Ligação do governo central em Macau.

Falando num seminário sobre a promoção dos serviços em renminbi, para os mercados de língua portuguesa, Yao Jian assinalou o papel de cooperação existente entre as instituições financeiras de Macau e dos países de língua portuguesa e assegurou que os oito países lusófonos podem desempenhar um papel importante na iniciativa do Presidente Xi Jinping, “Uma Rota, Uma Faixa”.

Yao disse que a China pretende que Macau seja não só uma plataforma de contactos económicos e comerciais com os países de língua portuguesa e um centro mundial de turismo mas também uma plataforma financeira para a promoção de serviços na moeda chinesa.

No seminário, o subdirector do Banco da China (BOC), Wang Jun, disse que o BOC já possui serviços em renminbi com 35 bancos de seis países de língua portuguesa que representaram 7, 6 mil milhões de renminbi em 2015, um aumento de 15 por cento em relação a 2014.

Fonte MacauHub
close
Subscreva as nossas informações
Partilhar