Promovido pelo governo da China e por iniciativa conjunta do Banco de Desenvolvimento da China e do Fundo de Desenvolvimento Industrial e de Comercialização de Macau (FDIC), a operação e gestão do Fundo caberá ao Fundo de Desenvolvimento China-África, na dependência do Banco de Desenvolvimento da China, atendendo a que este dispõe de vasta experiência na gestão de investimentos.

O valor da primeira parcela entregue ao Fundo é de 125 milhões de dólares, que foram assegurados pelas entidades participantes China Development Bank Capital Corporation Ltd. (75 milhões de dólares) e FDIC (50 milhões de dólares).

De acordo com o comunicado oficial o Fundo concentrar-se-á nas necessidades de investimento e financiamento das empresas do interior da China (incluindo Macau) e dos países de língua portuguesa, colocando ênfase no apoio à entrada das empresas do interior da China e de Macau no mercado dos países de língua portuguesa e atracção das empresas desses países para se desenvolverem na China.

O comunicado adianta que tendo em conta o contexto histórico e cultural único de Macau, o território tem desempenhado o papel de plataforma de ligação entre a China e os países de língua portuguesa, tornando-se cada vez mais estreito o intercâmbio e cooperação económica e comercial e de investimento entre as duas partes. Ler o artigo completo.

 

Foto: Membro do Exército Popular de Libertação, Pequim, China, 09 de abril de 2013. EPA/DIEGO AZUBEL

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar