Bissau, 05 jul 2022 (Lusa) – O partido do primeiro-ministro da Guiné-Bissau manifestou hoje “grande satisfação” pela eleição do chefe de Estado guineense como presidente em exercício da CEDEAO, desejando que “os valores fundamentais da Democracia” sejam protegidos no país e na região.

“Que os valores fundamentais da Democracia sejam observados, protegidos e enriquecidos na Guiné-Bissau e entre os Estados-membros” da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), escreveu o partido Assembleia do Povo Unido – Partido Democrático da Guiné-Bissau (APU-PDGB), em comunicado.

O Presidente guineense, Umaro Sissoco Embaló, assumiu no domingo a presidência rotativa da CEDEAO, sendo a primeira vez que o país lusófono preside à organização sub-regional.

A decisão foi tomada durante a cimeira de chefes de Estado e de Governo da CEDEAO, em Acra, no Gana, e já tinha motivado uma reação do primeiro-ministro da Guiné-Bissau, Nuno Gomes Nabiam, segundo o qual a eleição resultou da “aposta na dinamização da diplomacia”.

No comunicado hoje divulgado, a APU-PDGB manifesta “a sua grande satisfação” e orgulho pela decisão e felicita Embaló pela “magna conquista que dignifica o Estado, o povo da Guiné-Bissau e os militantes” do partido.

Classificando a decisão da CEDEAO como um “marco histórico”, o partido elogia a escolha de Embaló “pela sua determinação, capacidade de estabelecer relações internacionais e recíprocas entre Estados-membros”.

Por isso, a APU-PDGB endereça felicitações e “votos de sucesso” durante o desempenho das suas funções como presidente em exercício da CEDEAO, desejando “que os objetivos sejam concretizados em prol da estabilidade, paz, democracia, segurança e desenvolvimento da Guiné-Bissau e de Estados-membros da CEDEAO”.

A eleição da Guiné-Bissau para a presidência rotativa da CEDEAO já tinha sido aplaudida pelo Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), bem como pelo primeiro-ministro de Cabo Verde, outro Estado-membro e fundador da organização sub-regional, que nunca assumiu a presidência rotativa.

A União Europeia e Portugal, através do primeiro-ministro e do Presidente da República portugueses, António Costa e Marcelo Rebelo de Sousa, respetivamente, também felicitaram Embaló.

FPA // VM

Lusa/Fim

Partilhar