9 March 2021
“As Orações de Mansata”, de Abdulai Sila, é o primeiro texto dramático impresso da literatura guineense.

Cena Lusófona: “as Orações de Mansata”

A Cena Lusófona volta a apresentar neste mês de Março “As Orações de Mansata”, de Abdulai Sila. Com encenação de António Augusto Barros e um elenco de 13 actores oriundos de seis países de língua portuguesa, o espectáculo faz parte do projecto P-STAGE – IV Estágio Internacional de Actores. No arranque da sua digressão internacional, o espectáculo pode ser visto no Teatro da Cerca de São Bernardo, em Coimbra (Portugal), entre 20 e 30 de Março.

“As Orações de Mansata”, de Abdulai Sila, é o primeiro texto dramático impresso da literatura guineense. Ele oferece um impiedoso retrato dos mecanismos de corrupção, luta pelo poder e violência extrema que caracterizam vários regimes políticos em todo o mundo e têm marcado, de forma trágica, a realidade da Guiné-Bissau nas últimas décadas. A busca das Orações de Mansata, que supostamente darão aos seus detentores os poderes necessários para dominar o povo, desenrola-se num processo em que a traição, a tortura e a morte são reduzidas à banalidade.

Dirigido por António Augusto Barros e com um exuberante elenco multi-nacional, o espectáculo conta ainda com as inconfundíveis marcas artísticas de João Mendes Ribeiro e Luisa Bebiano (cenografia), Jarbas Bittencourt (direcção musical e música original) e Ana Rosa Assunção (figurinos).

O P-STAGE e a digressão internacional

O espectáculo é a face mais visível do P-STAGE – IV Estágio Internacional de Actores, um projecto de formação, criação e difusão teatral desenvolvido pela Cena Lusófona em parceria com diversas outras instituições nacionais e internacionais, que conta com o apoio da União Europeia, através do programa ACP Cultures+. O projecto teve início em 2012 e é uma parceria entre a Cena Lusófona, o Elinga Teatro (Angola) e a AD – Acção para o Desenvolvimento (Guiné-Bissau). Numa primeira fase, foram realizadas três oficinas de interpretação, em Angola, na Guiné-Bissau e em São Tomé e Príncipe. A partir dessas oficinas foram seleccionados sete actores africanos, que se juntaram a seis actores profissionais – quatro portugueses e dois brasileiros – para compor o elenco do espectáculo final. “As Orações de Mansata” estreou em Coimbra em Outubro de 2013 e foi ainda apresentado, numa primeira digressão, em Braga, Évora e Campo Benfeito (Castro Daire). Saber mais»

Também poderá gostar

Sem comentários