BASES TEMÁTICAS

O léxico patrimonial no quinhentismo português

Fernando Venâncio IV Congresso Internacional de Linguística Histórica, Universidade de Lisboa, Julho de 2017 Resumo Através do exame de vários sectores do léxico (adjectivos, verbos, deverbais regressivos), estuda-se o comportamento de autores portugueses do século XVI em matéria patrimonial. Procede-se à identificação dos adjectivos autóctones documentados desde o início da escrita em romance, especificando quer

O léxico patrimonial no quinhentismo português Ler mais »

‘O português como língua de Camões é um mito’

‘« (…)Tese surpreendente defende que o investimento de  Camões  num português “castiço” é residual. O linguista Fernando Venâncio contradiz os mitos criados à volta de uma “língua de Camões” (…)». Isabel Salema ‘Em 735 adjectivos usados por Luís de Camões n’Os Lusíadas apenas um é uma criação nova do poeta, uma estreia na história da língua portuguesa. É a

‘O português como língua de Camões é um mito’ Ler mais »

Evento da língua portuguesa na ONU enaltece diversidade cultural

Secretário-geral destaca o papel da língua em áreas como a cooperação global, a influência e a relevância para milhões de pessoas em todo o mundo; líder da ONU reforçou ainda o papel do multilinguismo na organização e na compreensão do mundo. O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, discursou esta segunda-feira num evento comemorativo do Dia

Evento da língua portuguesa na ONU enaltece diversidade cultural Ler mais »

Primeira Feira Literária de Língua Portuguesa em Londres juntou escritores lusófonos

Primeira Feira Literária de Língua Portuguesa em Londres juntou escritores lusófonos Londres, 31 mai 2024 (Lusa) – Cerca de 30 escritores, ilustradores e editores juntaram-se hoje na Feira Literária Internacional de Língua Portuguesa em Londres para vender livros, fazer conhecimentos e trocar experiências.   Ver essa foto no Instagram   Uma publicação compartilhada por Feira

Primeira Feira Literária de Língua Portuguesa em Londres juntou escritores lusófonos Ler mais »

Qual era o país de Camões?

A pergunta parece de resposta fácil — mas, se alguém a fizesse a Camões, talvez ele não soubesse responder. Camões dificilmente diria que Portugal era o seu país — porque a palavra só passou a ser comum na nossa língua depois de o poeta morrer. Chegou até nós, como tantas outras palavras, vinda do francês.

Qual era o país de Camões? Ler mais »

Scroll to Top