A UniCV está presentemente num «processo de ponderação e de análise de potenciais projetos de valorização da língua portuguesa em Cabo Verde», segundo indica a leitora do Instituto Camões (IC) naquela universidade, Mariana Faria.

Mas, para já, está prevista a realização em abril próximo do I Workshop Internacional[oficina de trabalho] sobre o Ensino da Língua Portuguesa, Matemática e Disciplinas Afins, de cuja comissão organizadora faz parte a leitora do IC e cuja coordenação-geral é assegurada pelo pró-reitor para Assuntos Pedagógicos e Profissionalizantes da UniCV, Marcelo Galvão.

A leitora do IC na licenciatura de Estudos Portugueses e Cabo-verdianos do Departamento de Ciências Sociais e Humanas da UniCV está também a preparar a nova edição do curso sobre a Nova Norma Ortográfica, que constitui uma das iniciativas previstas no despacho do reitor.

Entre as ações cuja realização é enunciada no despacho estão a «implementação do programa de pós-graduação (mestrados e doutoramentos) em Língua Portuguesa e afins» e a «dinamização de oficinas artísticas e palestras apresentando como bases temáticas, a literatura dos países lusófonos, a língua e cultura portuguesas e cabo-verdianas».

As orientações definidas preveem ainda a «realização de jornadas pedagógicas com fóruns dedicados a temas relacionados com a língua, literatura e cultura, numa abordagem aos desafios da intervenção de Cabo Verde no atual panorama artístico-cultural lusófono».

Outro aspeto contemplado no despacho do reitor da UniCV é a «promoção da integração dos programas de Cabo Verde nas estruturas de graus académicos da Europa, do Brasil e dos países e regiões de língua portuguesa no mundo».

 

Ler o artigo completo (IC)

 

Ler: Discurso do Magnífico Reitor da Univesidade de Cabo Verde, Paulino Lima Fortes no ato de assinatura de protocolo da Universidade de Cabo Verde com o Observatório da Língua Portuguesa a 26/07/2011.

Partilhar