2 March 2021
A Cidade da Praia vai ser palco, de segunda a quarta-feira, da Feira Mundial da Música (AME/Cabo Verde), certame que as autoridades cabo-verdianas esperam que permita ao país tornar-se uma plataforma mundial de negócios da cultura.

Cabo Verde recebe de segunda a quarta-feira o Atlantic Music Expo

Centenas de especialistas internacionais da “Música do Mundo” são aguardados na iniciativa, promovida pelo Ministério da Cultura cabo-verdiano em parceria com a World Music Expo (WOMEX), considerado como o maior mercado de música do mundo.

O ministro da Cultura cabo-verdiano, Mário Lúcio Sousa, já salientou a importância que o AME/Cabo Verde tem para o país, manifestando-se esperançado em que o evento, devido à sua própria natureza, poderá “revolucionar a indústria musical” do arquipélago.

A ideia de fundo é tornar Cabo Verde numa espécie de “zona franca” no Atlântico, através de uma plataforma mundial de negócios da cultura virada, para já, para a música, em que o prestígio dos artistas cabo-verdianos é mundialmente conhecido entre os pares.

O AME/Cabo Verde, que terá um caráter anual, realiza-se na zona histórica da Cidade da Praia, no Plateau, e, assim que estiver consolidada, a iniciativa pode concretizar-se noutros pontos do território cabo-verdiano.

“Queremos que sejam os próprios municípios a candidatarem-se para receber o evento”, desejou o ministro, para quem, com esta descentralização, se estaria a fazer uma “boa distribuição de riqueza a nível nacional”.

O AME /Cabo Verde antecede a V Edição do Kriol Jazz Festival, marcado de 11 a 13 de abril, também na Cidade da Praia, em que a “blueswoman” norte-americana Bettye Lavette é a grande atração, a par da dupla cabo-verdiana Nancy Viera/ Joana Amendoeira, Leo Gandelman (Brasil) e a Gangbe Brass Band (Benim).

 

 

Segundo a programação oficial, a representação de Cabo Verde estará a cargo de Zé Luís, Kim Alves, Manel de Candinho, Jeniffer Soledad, Rui Cruz, Isa Pereira, Ceuzany & Banda Cordas do Sol e Carmen Sousa.

Participam ainda Dominique Fillon Trio (França) e Giovanni Mirabassi, pianista italiano residente em Paris, bem como o Berklee School of Musica (Estados Unidos), Jupiter (Congo), Tomber Bar Trio (Israel), Ziskakan (Reunião), Jerry Gonzalez (Espanha) e Pierre Claver Akendengue (Gabão).

Inaugurado em abril de 2009, o Kriol Jazz Festival Praia tem como objetivo a promoção da música de inspiração crioula originária de todas as ilhas, quer se trate das Caraíbas, do Oceano Índico, de Cabo Verde, ou de África, o berço da cultura Crioula.

JSD // VM – Lusa/Fim

Foto: Músicos caboverdianos com instrumentos de sopro tradicionais, feitos de búzios e chifres, em Santiago, Cabo Verde. 30 de novembro de 1985 Acácio Franco / Lusa

Também poderá gostar

Sem comentários