Lisboa, 11 mai 2022 (Lusa) – O próximo representante permanente do Brasil junto da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) será o diplomata de carreira Juliano Féres Nascimento, que substitui no cargo o embaixador Pedro Fernando Brêtas Bastos.

A nomeação de Juliano Féres Nascimento para o cargo pelo Ministro das Relações Exteriores do Brasil, vai hoje a aprovação no Senado brasileiro.

De acordo com a agenda do Senado para hoje, será submetida à apreciação daquele órgão político “o nome do Senhor Juliano Féres Nascimento, ministro de primeira classe da carreira de diplomata do Ministério das Relações Exteriores, para exercer o cargo de Representante Permanente do Brasil junto à Comunidade dos Países de Língua Portuguesa”.

O diplomata de carreira ocupou vários cargos no exterior, nas embaixadas do Brasil em Espanha, África do Sul, Marrocos, México e Peru.

No Brasil, teve várias funções no Ministério das Relações Exteriores, nomeadamente na área da comunicação, o último dos quais foi o de chefe da assessoria diplomática da Vice-Presidência da República. Entre 2007 e 2010 foi subchefe do cerimonial da Presidência da República.

A missão permanente do Brasil junto da CPLP foi criada em fevereiro de 2006, ou seja, o país foi o primeiro Estado-membro “a tomar a iniciativa de criar uma representação diplomática permanente para tratar com exclusividade de assuntos da CPLP”, refere a página oficial daquela missão diplomática em Lisboa.

“Além de promover a concertação político e diplomática e a cooperação em diversas áreas, a Missão do Brasil atua de modo especial na promoção e na difusão da língua portuguesa, procurando, ao mesmo tempo, aprofundar o intercâmbio cultural entre os nove Estados-membros da CPLP”, acrescenta.

O embaixador Brêtas Botas, que ainda lidera a representação permanente diplomática do Brasil junto da CPLP, foi nomeado para o cargo em 2019, ou seja, já pelo governo do atual Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro.

O secretário-executivo da CPLP de então, o embaixador Francisco Ribeiro Telles, recebeu as cartas credenciais do embaixador Pedro Fernando Brêtas Bastos, no dia 23 de agosto de 2019, na sede da organização, em Lisboa.

O primeiro Representante Permanente do Brasil junto à CPLP foi o embaixador Lauro Moreira (2006/2010), seguindo-se o embaixador Pedro Motta Pinto Coelho, que apresentou cartas credenciais em 18 de maio de 2010, o embaixador José Roberto de Almeida Pinto, em 29 de janeiro de 2014 e, o embaixador Gonçalo Mello Mourão, em 02 de junho de 2016.

ATR // VM

Lusa/Fim

Partilhar