A cerimónia irá decorrer hoje, às 15:00 locais (10:00 em Portugal Continental e Madeira), no salão nobre da Academia Brasileira de Letras, no Rio de Janeiro.

A Academia será o cenário para a entrega dos 31 prémios com que a UEB distingue os diferentes autores, “nesta primavera carioca”, como se lê no sítio da instituição, na Internet.

Esta não é a primeira vez que a UEB distingue Miguel Barbosa. No ano passado, o escritor recebeu o Prémio Nelson Rodrigues pela peça “Muro Alto – Sombras no Asfalto”, e tinha já sido distinguido pela UEB, em outubro de 2009, com a Medalha Jorge Amado.

O poeta Gonçalo Salvado, de 46 anos, publicou quatro livros de poesia – “Quando” (1996), “Embriaguez” (2001), “Iridescências” (2002) e “Duplo Esplendor” (2008) – e é autor de várias antologias poéticas como “Cerejas – Poemas de Amor de Autores Portugueses Contemporâneos” (2004).

Da lista de prémios consta o Prémio Vinicius de Moraes que, no ano do centenário do nascimento do autor de “Garota de Ipanema”, “Saudades do Brasil em Portugal” e “Porque hoje é sábado”, é entregue a Elisa Flores.

Hoje são também entregues os prémios Eugénio Andrade, a Victor Oliveira Mateus, Fernando Pessoa, a António Carlos Secchin, e o Florbela Espanca, a Idalina P.A. Gonçalves.

NL // MAG – Lusa/Fim

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar