À semelhança dos últimos anos, a Priberam revela hoje os dados anuais de acesso ao seu dicionário. Este ano, além das palavras mais pesquisadas em Portugal e no Brasil, são apresentadas as palavras mais pesquisadas em alguns dos países a partir dos quais o dicionário foi consultado, os erros mais frequentes, os palavrões mais procurados e as palavras do dia mais consultadas. Estes dados são apresentados, pela primeira vez, de forma gráfica.

Tal como já tinha acontecido em 2012, a palavra mais pesquisada pelos portugueses foi poder. Em 2.º lugar ficou a palavra ser e em 3.º resiliência. Já no Brasil, a palavra mais consultada foi atemporal, tendo o amor subido para a 3.ª posição (em 2012, ocupava a 8.ª posição).

Noticia da LUSA:

A palavra “poder” foi a mais pesquisada pelos internautas em Portugal, em 2013, através do Dicionário Priberam, a segunda foi “ser” e a terceira “resiliência”, anunciou hoje a empresa da área de processamento computacional da língua.

De acordo com os dados anuais sobre o acesso ao sítio do seu dicionário online – que recebeu mais de 63 milhões de visitas – tal como aconteceu em 2012, a palavra “poder” voltou a ser a mais consultada.

No Brasil, a palavra mais consultada foi “atemporal”, a palavra “definir” ficou na 2.ª posição, e a palavra “amor” subiu da 8.ª posição, no ano passado, para a 3.ª posição, este ano.

Criada em 1989, a Priberam é uma empresa portuguesa que disponibiliza produtos e serviços nas áreas de processamento computacional da língua, sistemas de gestão de conhecimento jurídico, motores de pesquisa semânticos, e saúde.

Ainda segundo o balanço da Priberam sobre os dados consultados no dicionário online, o maior número de acessos foi feito a partir do Brasil e de Portugal, que teve um aumento de 20 por cento em relação a 2012.

Relativamente ao número de visitantes do dicionário a partir de Angola e Moçambique, as visitas duplicaram face a 2012, indicou a empresa.

Quanto aos erros de palavras em português mais pesquisadas, a Priberam indica que foram “concerteza” (a forma correta é com certeza), “compania” (companhia), “excessão” (exceção), “extender” (estender), “disfrutar” (desfrutar), “mecher” (mexer), e “apartir” (a partir).

Relativamente às palavras mais pesquisadas por país, este ano, em Moçambique foi “fanatismo”, no Canadá, “homossexualidade”, na África do Sul, “cabine”, na Arábia Saudita, “adoração”, no Japão, “família”, na Venezuela, “dívidas”, nos Estados Unidos, “pujança”, e na Eslovénia, “prepotência”.

Ao todo, os internautas visualizaram 200 milhões de páginas em 2013, não incluindo os acessos a partir das aplicações do dicionário para Android, iOS e Windows Phone.

Os acessos a partir da aplicação para Android registaram um aumento de 380 por cento face a 2012, mas a Priberam aponta que, “apesar dos aumentos registados na utilização das aplicações, as consultas ao sítio do dicionário continuam a representar cerca de 80 por cento dos acessos”.

Na área da língua, a empresa criou o FLiP, um produto que disponibiliza ferramentas linguísticas para escrita correta da língua portuguesa, e o LegiX, que oferece soluções para pesquisa da legislação e jurisprudência.

AG // CC – Lusa/Fim

 

Pode encontrar mais informação no comunicado de imprensa e na infografia disponíveis através das hiperligações:
– comunicado de imprensa (formato doc | formato pdf)
– infografia (formato pdf | formato jpg)
– logótipo da Priberam (em diversos formatos)
– logótipo do Dicionário Priberam (formato jpg)

Maria Serras
Direcção de Marketing e Comunicação
Tel.: 21 781 7260 / 91 457 8957
Email: imprensa@priberam.pt

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar