Depois de já ter premiado Lauro Moreira, Ximenes Belo, Adriano Moreira e, mais recentemente, Domingos Simões Pereira, ex-secretário-executivo da CPLP, o Movimento Internacional Lusófono (MIL) outourgou o prémio de Personalidade Lusófona 2013 ao galego Ângelo Cristóvão.

Para o MIL, a Galiza faz parte, “por direito próprio”, da Comunidade Lusófona e a seu ver “deveria ser igualmente reconhecida por todos os Estados da CPLP, a começar pelo Estado Português, independentemente do seu estatuto político no Estado Espanhol”, que não põem em causa.

O prémio foi entregue no dia 16 de Abril de 2014, na Sociedade de Geografia de Lisboa, no âmbito do II Congresso da Cidadania Lusófona.

 

Ângelo Cristóvão – Biografia

Foi sócio fundador e primeiro presidente da Associação Cultural Promotora da Academia Galega (AGLP), criada em Santiago de Compostela a 1 de dezembro de 2007, que veio a constituir, a 20 de setembro de 2008, em Santiago de Compostela, a Academia Galega da Língua Portuguesa, que assumiu a forma jurídica de Fundação, reconhecida pelo Ministério da Cultura da Espanha em 2011. Enquanto Membro da Comissão de Relações Internacionais da AGLP, negociou a candidatura da Academia para  “observador consultivo” da CPLP: Comunidade de Países de Língua Portuguesa.

Além disso, no seu currículum figura ser membro da Associaçom Galega da Língua (AGAL) desde 1983 e da Associação de Amizade Galiza-Portugal (AAG-P), da qual foi secretário. Desde 2003 faz parte da organização dos Colóquios Anuais da Lusofonia, tendo publicado diversos artigos, comunicações e investigações em revistas especializadas e de divulgação, além de ser organizador e coordenador de encontros e seminários de políticas linguísticas e lexicologia.

 

Fonte: Portal Galego da Língua Portuguesa

Partilhar