André Martins explica: “investiguei técnicas de aprendizagem estatística para modelizar a estrutura e a ambiguidade que existe na linguagem natural, com ênfase na sintaxe. Isto pode servir para melhorar módulos que existem no sistema de pesquisa. É muito importante quando se quer extrair informação a partir de texto, conseguir perceber como é que as várias palavras interagem entre si no texto, pelo que é importante utilizar este tipo de algoritmos estatísticos para detectar essa estrutura. Conseguir fazer isto é ir mais ao encontro das necessidades de pesquisa que os utilizadores têm”.
Este trabalho introduz uma nova abordagem na forma como fazer com que as máquinas possam aprender automaticamente através de dados. A abordagem proposta foi validada experimentalmente em 14 línguas diferentes.
“A análise de sentimentos é outra das possibilidades. Imagine-se uma rede social ou um fórum de opinião: através do trabalho que desenvolvi é possível perceber a polaridade de um texto opinativo, o que poderá ser muito útil às marcas, por exemplo”, continua o investigador da Priberam. Ler o artigo completo (Priberam)

Partilhar