A iniciativa, organizada em conjunto pelas direções regionais das Comunidades e da Educação, conta com a colaboração do Centro Comunitário de Apoio ao Imigrante e da Associação dos Imigrantes dos Açores, e destina-se a todos os cidadãos de nacionalidade estrangeira residentes nos Açores.

O curso, que será lecionado em horário pós-laboral, pretende contribuir para a “plena integração dos imigrantes residentes no arquipélago”, através da sua valorização profissional e pessoal, e corresponder aos anseios da comunidade imigrante açoriana.

Os cidadãos que concluirem este curso, devidamente certificado, ficam habilitados com “prova de conhecimento de Língua Portuguesa”, que constitui uma das exigências dos regimes para aquisição de nacionalidade portuguesa, concessão de autorização de residência permanente e estatuto de residência de longa duração.

De acordo com o GACS, estão inscritos, nos dois cursos de Português criados para imigrantes residentes nos Açores, cerca de 40 formandos, oriundos de Cabo Verde, Paquistão, Roménia, Ucrânia, Bangladesh, Guiné (Conacri), China, Índia, Lituânia e Estados Unidos da América.

A abertura do curso ocorreu segunda-feira, nas instalações do Centro Comunitário de Apoio ao Imigrante, em Ponta Delgada, e contou com a presença do subsecretário Regional da Presidência [dos Açores] para as Relações Externas, Rodrigo Oliveira.

De acordo com o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) [do Ministério da Administração Interna, da República Portuguesa], residiam nos Açores, em 2008, cerca de 4.200 imigrantes.  :::

.
Governo dos Açores promove cursos de Língua Portuguesa para imigrantes.
Extraído do Diário de Notícias Madeira (Funchal, Portugal).
Publicado em: 16 set. 2013.

 

 

FONTE: Ventos da Lusofonia

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar