O coordenador do Ensino de Português na África do Sul, Suazilândia, Zimbabwé e Namíbia, dr. Rui de Azevedo, falando numa conferência na Universidade Pedagógica em Maputo, sobre o en-sino de português nos países anglófonos da África Austral, o chefe do Departamento de Português do Instituto Camões de Pretória, Rui de Azevedo, afirmou que “3.500 alunos estão matriculados na África do Sul, 1.339 na Suazilândia, 643 na Namíbia e 227 no Zimbabwé”.

Em declarações à Lusa, à margem da conferência,   Rui de Azevedo disse que o grupo de aprendizes de português nos países da África Austral é constituído por “luso-descendentes e filhos de luso-falantes de Angola e Moçambique e também por pessoas e filhos de pessoas sem qualquer ligação histórica” com a língua portuguesa.
“Os luso-descendentes e luso-falantes escolhem a língua portuguesa como língua estrangeira de opção curricular para os seus filhos, para que estes mantenham o laço com a língua, enquanto os que não têm nenhuma ligação histórica fazem-no pelas oportunidades económicas que o conhecimento da língua portuguesa abre em Angola e Moçambique”, explicou o dr. Rui de Azevedo. Ler o artigo completo (O Século de Joanesburgo)

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar