5 March 2021
O primeiro-ministro de Cabo Verde, José Ulisses Correia e Silva, Macau, China, 11 de outubro de 2016. CARMO CORREIA/LUSA

Primeiro-ministro de Cabo Verde diz que língua portuguesa promove identidade

Em entrevista, José Ulisses Correia e Silva, afirmou que a comunicação numa língua comum ajuda seu país a conectar-se com as demais nações de língua portuguesa e também a manter as diásporas em contacto com seu próprio país, principalmente nos Estados Unidos, onde vive grande parte dos cabo-verdianos que residem no exterior.

A língua portuguesa ajuda a promover “um sentimento de pertença e identidade” entre os falantes do idioma que vivem em países lusófonos ou no exterior. A opinião é do primeiro-ministro de Cabo Verde, José Ulisses Correia e Silva.

Diretamente da Cidade da Praia, o primeiro-ministro cabo-verdiano falou da importância de um serviço de jornalismo como a ONU News em Português.

“Quando nós nos comunicamos em português, na língua que nós partilharmos com mais de 200 milhões de falantes no mundo, sentimo-nos primeiro com um sentimento de pertença, de identidade muito forte. E isto é muito válido para um país que tem uma diáspora importante, em países que não falam o português, que não têm o português como língua oficial. Estou a falar dos Estados Unidos, onde a nossa comunidade é muito importante, extensa, mas muitos países da Europa. O fato de termos este veículo de comunicação (ONU News) faz toda a diferença no sentido de aproximarmos o nosso país através da rádio como o vosso em termos de comunicação, mas também em termos também do sentimento de proximidade. E isto é muito importante.” Ler o artigo completo

Também poderá gostar

Sem comentários