Texto de


Reunimos um conjunto de palavras que os nossos avós usavam e que já ninguém, ou quase ninguém, utiliza: 50 palavras antigas que desapareceram da língua portuguesa.

Há palavras de português que sofrem evolução, modificam. Há termos que são frequentemente usados, mas que perdem utilidade e acabam por ter sinónimos a serem usados com maior regularidade. Desta forma, algumas são esquecidas e são colocadas na gaveta.

Muitas dessas palavras foram usadas por familiares mais antigos. No entanto, agora são pouco ou nada usadas. Estas palavras da língua portuguesa ainda são encontradas, mas é raro. Com o passar dos tempos, das décadas, estas palavras simplesmente deixaram de ser usadas.

Podem ser vistas em algum livro que nos interessa, estranha-se e podemos encontrar o significado no dicionário, mas, dificilmente, essas palavras são usadas no nosso quotidiano. As novas gerações têm outros termos que usam com maior frequência, por isso essas palavras mais antigas deixam de ter a mesma utilidade que tiveram antigamente.

50 palavras antigas que desapareceram da língua portuguesa

  1. Vitrola
  2. Tabefe
  3. Sacripanta
  4. Basbaque
  5. Petiz
  6. Quiproquó
  7. Balela
  8. Supimpa
  9. Alpendre
  10. Janota
  11. Gorar
  12. Cacareco
  13. Botica
  14. Brunir
  15. Garçon
  16. Jorna
  17. Ladroa
  18. Lambisgoia
  19. Patego
  20. Safanão
  21. Sirigaita
  22. Soer
  23. Vosmecê
  24. Munheca
  25. Quiçá
  26. Aposentos
  27. Ceroulas
  28. Leda
  29. Convescote
  30. Acartado
  31. Cosmonauta
  32. Deveras
  33. Pachorra
  34. Obséquio
  35. Lanfranhudo
  36. Ósculo
  37. Escaganifobético
  38. Catre
  39. Zoar
  40. Fuzarca
  41. Carraspana
  42. Alvíssaras
  43. Basbaque
  44. Sostra
  45. Asseverar
  46. Admoestar
  47. Boticário
  48. Dondoca
  49. Estorcegar
  50. Asseado

50 palavras que os nossos avós usavam

1 – Vitrola

Aparelho antigo que reproduz discos de vinil.

Exemplo de uso do termo: No sótão, estão guardadas todas as coisas do meu avô, incluindo uma vitrola.

2 – Tabefe

Tapa, bofetada, sopapo.

Exemplo de uso do termo: Dei-lhe um tabefe para que ele nunca mais se esqueça de ser bem educado.

3 – Sacripanta

Patife, velhaco, mau-caráter, desprezível.

Exemplo de uso do termo: Aquela fulana é uma autêntica sacripanta.

– Basbaque

Pessoa ingénua, palerma, simplório, parvo, tolo.

Exemplo de uso do termo: Aqueles dão mesmo a impressão de serem uns grandes basbaques!

5 – Petiz

Criança, menino, garoto.

Exemplo de uso do termo: O meu sonho de petiz era ser bombeiro.

6 – Quiproquó

Confusão, balbúrdia, desaguisado, mal-entendido, engano.

Exemplo de uso do termo: Esta semana tive um pequeno quiproquó com o presidente da junta.

7 – Balela

Mentira, boato, conversa fiada.

Exemplo de uso do termo: Muito eleitores acreditam nas balelas de alguns políticos.

8 – Supimpa

Excelente, muito bom, ótimo.

Exemplo de uso do termo: Os meus votos é que 2019 seja um ano supimpa!

9 – Alpendre

Varanda coberta.

Exemplo de uso do termo: Do alpendre de minha casa ainda consigo ver o rio.

10 – Janota

Pessoa que se veste com esmero, com elegância.

Exemplo de uso do termo: Aquele rapaz que ali vai é todo janota.

11 – Gorar

Frustrar, não dar certo, debelar.

Exemplo de uso do termo: Todos os meus planos para o fim de semana saíram gorados.

12 – Cacareco

Coisa velha, objeto usado, objeto sem valor.

Exemplo de uso do termo: Para tentar fazer algum dinheiro, vou levar os meus cacarecos todos para a feira.

13 – Botica

No tempo dos nossos avós, era este o termo usado para designar uma farmácia. No entanto, recentemente, botica ou boutique é mais usado para nomear uma loja chique, que pode vender a retalho.

Exemplo de uso do termo: Agora vai ser possível visitar a “Botica” mais antiga do Porto, decorada como na época em que foi criada.

14 – Brunir

Antigamente, era esta a expressão usada para nomear o ato de passar a ferro, mais especificamente de engomar com polimento, para tornar um dado tecido lustroso.

Exemplo de uso do termo: Ele esteve a brunir o dia todo. No final do dia de trabalho, ficou cheio de dores nas costas.

15 – Garçon

O termo foi importado do francês (não era português). Contudo, era usado como sinónimo de jovem ou, também, de alguém que servisse às mesas num restaurante ou café.

Exemplo de uso do termo: “Por favor, garçon, traga-me a conta se faz favor!”

16 – Jorna

Esta palavra corresponde a um dia de trabalho. Antigamente, também era visto como sinónimo do salário diário (diária, jornal).

O facto de nos dias de hoje ser pouco frequente ganhar ao dia é uma das razões desta palavra ter caído em desuso.

Exemplo de uso do termo: O trabalho é duro, mas a jorna recompensa.

17 – Ladroa

Este é um exemplo da evolução da linguagem. A versão feminina da palavra ladrão evoluiu e de ladroa passou a ladra.

Exemplo de uso do termo: A ladroa deixou-me sem nada na gaveta.

18 – Lambisgoia

Referia-se a uma mulher sem graça, convencida, pretensiosa, antipática. Lambisgoia pode ainda ser pessoa intriguista; mexeriqueira. Esta palavra é raramente usada, sempre num nível de linguagem mais informal e popular.

Atualmente, as gerações mais novas já não se encontram muito familiarizadas com este termo.

Exemplo de uso do termo: A Maria chamou a Helena de lambisgoia. O que se seguiu não foi bonito de se ver, mas houve sangue!…

19 – Patego

Termo usado para insultar alguém à boa moda antiga. Chamar patego a alguém é dizer que essa pessoa é um simplório, pacóvio, parolo ou lorpa.

Exemplo de uso do termo:  O líder patego conseguiu chegar ao poder como queria. O processo de deterioração do seu povo iniciou-se nesse momento.

20 – Safanão

Termo antigo e popular usado no sentido de dar um empurrão ou puxão a alguém; sacudir alguém.

Exemplo de uso do termo: Eu estava com o copo na mão quando o Carlos me deu um safanão. Perdi a bebida, mas não fui eu que fiquei sem dentes.

21 – Sirigaita

Atualmente, o termo sirigaita refere-se a uma mulher respondona ou pretensiosa. Contudo, no passado, esta palavra era considerada uma grande ofensa quando era dirigida, pois significava que se identificava a rapariga como mal-educada e com atitudes constrangedoras.

Exemplo de uso do termo: A sirigaita está sempre a mostrar os seus valores, mas vai ter o castigo que merece.

22 – Soer

Soer referia-se a algo que era comum, regular, habitual, frequente; um costume. Embora ainda seja um termo usado, só é utilizado muito raramente. Nos escritos mais antigos, ainda é possível contactar com esta palavra.

Exemplo de uso do termo: A Maria disse não saber conjugar o verbo soer.

23 – Vosmecê

Esta expressão é bastante usada nos filmes históricos. Vosmecê representa uma forma de tratamento informal que se dirige a pessoas que não são tratadas por tu. Existem variações do termo vosmecê, tais como: vomecê, vossa mercê e vossemecê.

No entanto, houve uma evolução para a palavra você.

Exemplo de uso do termo: Eu liguei só pra saber se vosmecê estava em casa.

24 – Munheca

Avarento, sovina.

Exemplo de uso do termo: O meu pai é munheca. Nunca dá nada a ninguém.

25 – Quiçá

Talvez, porventura.

Exemplo de uso do termo: O Cristiano Ronaldo é o melhor jogador da Europa, quiçá do mundo!

26 – Aposentos

Parte de uma casa que pode servir para uma ou mais pessoas se instalarem; quarto.

Exemplo de uso do termo: Estou cansado, vou para os meus aposentos, descansar.

27 – Ceroulas

Peça de vestuário interior, cuecas.

Exemplo de uso do termo: Tenho de comprar ceroulas, as que tenho estão a ficar desgastadas.

28 – Leda

Alegre, jubiloso, risonho.

Exemplo em forma de poema: Vossa formosa juventude leda

Vossa formosa juventude leda,

Vossa felicidade pensativa,

Vosso modo de olhar a quem vos olha,

Vosso não conhecer-vos

Tudo quanto vós sois, que vos semelha

À vida universal que vos esquece

Dá carinho de amor a quem vos ama

Por serdes não lembrando

Quanta igual mocidade a eterna praia

De Cronos, pai injusto da justiça,

Ondas, quebrou, deixando à só memória

Um branco som de espuma.

2-9-1923

Odes de Ricardo Reis. Fernando Pessoa. (Notas de João Gaspar Simões e Luiz de Montalvor.) Lisboa: Ática, 1946 (imp.1994).  – 81.

 

29 – Convescote

Piquenique.

Exemplo de uso do termo: O convescote teve a participação de toda a família da minha mulher. Foi um momento esplêndido.

30 – Acartado

Um profissional diplomado; alguém com formação superior e específica.

Exemplo de uso do termo: A minha neta casou-se com um acartado. Tenho muito orgulho nela.

31 – Cosmonauta

O termo cosmonauta significa piloto ou tripulante de um engenho espacial.

Exemplo de uso do termo: Mulher japonesa foi burlada em 31 mil euros após ajudar “cosmonauta” a regressar do Espaço.

32 – Deveras

O termo deveras significa verdadeiramente, realmente; muito; em alto grau.

Exemplo de uso do termo: Foi um título deveras emocionante. A semana passada estive muito doente. Estive três dias de cama.

33 – Pachorra

Calma excessiva, paciência.

Exemplo de uso do termo: Já não tenho pachorra para a aturar!…

34 – Obséquio

Significa ato ou efeito de obsequiar, serviço prestado de boa vontade; favor; gentileza; amabilidade, fineza.

Exemplo de uso do termo: Como o mono não vai sair dali sozinho, pede-se a quem de direito que faça o obséquio de tratar da sua recolha.

35 – Lanfranhudo

O termo lanfranhudo significa carrancudo, homem feio e mal-humorado.

Exemplo de uso do termo: Termo usado em contexto coloquial, que significa que ou quem é destemido ou ousado; que ou quem é desajeitado; que ou quem tem mau gosto.

36 – Ósculo

O termo ósculo significa beijo, exteriorizando amizade entre pessoas, dentro de uma comunidade cristã.

Exemplo de uso do termo: Nada há de melhor na vida do que um ósculo.

37 – Escaganifobético

Usado no sentido coloquial, significa fora do comum; estranho; esquisito; que é pouco hábil ou ágil; desastrado.

Exemplo de uso do termo: A palavra escanifobético começou a generalizar-se entre a juventude dos anos 50 do século passado.

38 – Catre

Cama de viagem dobrável; cama tosca e pobre. Termo que vem do malaiala kattil, «trono; cama com pés».

Exemplo de uso do termo: Dormir no catre é melhor opção do que a alternativa.

39 – Zoar

Significa produzir um som forte e confuso.

Exemplo de uso do termo: A Maria é uma chata, ainda sinto a sua voz a zoar nos meus ouvidos.

40 –Fuzarca

Este termo era bastante usado como sinónimo de bagunça, confusão; desordem.

Exemplo de uso do termo: As crianças fizeram uma fuzarca na sala!

41 – Carraspana

Significa bebedeira.

Exemplo de uso do termo: Ele saiu de casa de manhã e regressou a casa com uma carraspana.

42 – Alvíssaras

Trata-se de prémio dado a quem apresenta objetos perdidos. Pode ser prémio que se dá a quem entrega uma notícia agradável

Exemplo de uso do termo: “Perderam-se ceroulas. Dão-se alvíssaras a quem as encontrar.”

43 – Basbaque

Raramente se usa a palavra basbaque. A que ou aquele que pasma de tudo.

Exemplo de uso do termo: Oh, é um pobre basbaque que não faz mal a ninguém.

44 – Sostra 

Termo depreciativo usado no sentido de mulher suja e preguiçosa.

Exemplo de uso do termo: A Maria revelou ser uma verdadeira sostra.

45 – Asseverar

Significa afirmar com certeza, afirmar com segurança; assegurar.

Exemplo de uso do termo: Posso não dar certezas sobre muita coisa. No entanto, posso asseverar que ela o beijou.

46 – Admoestar

Dizer que fomos admoestados é dizer que fomos repreendidos branda e benevolamente.

Exemplo de uso do termo: Tive que admoestar o meu filho. Ele estragou o computador.

47 – Boticário

Excluindo o nome da marca, o termo boticário caiu em desuso. Este substantivo masculino significa farmacêutico.

Exemplo de uso do termo: Fui à farmácia e o boticário recomendou-me um medicamento que fez maravilhas.

48 – Dondoca

Termo usado de forma coloquial e que significa mulher de boa situação social, ociosa e fútil.

Exemplo de uso do termo: A dondoca de Cascais investiu na vestimenta.

49 – Estorcegar

Significa torcer com força e rapidamente; beliscar, torcendo.

Exemplo de uso do termo: Ia a correr, escorreguei e estorceguei o pé.

50 – Asseado

Significa com asseio; limpo; limpo e esmerado na roupa. Asseado pode ainda significar feito com perfeição; esmerado.

Exemplo de uso do termo: Podemos passar em ruas de Lisboa e do Porto e facilmente constatar que não temos o povo mais asseado da Europa…

Partilhar