6 March 2021
A entrega do Facho do Jubileu de Ouro, sessão solene da Assembleia Nacional, conferências e atividades culturais, desportivas e recreativas vão marcar a comemoração em Cabo Verde do 50.º aniversário da criação da Organização da Unidade Africana (OUA).

50.º aniversário da criação da OUA/UA

Paralelamente ao 50.º aniversário da OUA, transformada em União Africana (UA) em julho de 2002, Cabo Verde vai também assinalar o 39.º aniversário da criação da Comunidade Económica de Estados da África Ocidental (CEDEAO).

O programa comemorativo nacional foi dado a conhecer na quinta-feira aos jornalistas pelo ministro das Relações Exteriores cabo-verdiano, Jorge Borges, que indicou que o “25 de maio” é comemorado em todos os Estados membros da UA sob o lema “O Ano do Pan-Africanismo e do Renascimento Africano”.

Segundo Jorge Borges, citado hoje pela Inforpress, trata-se de “uma justa homenagem” aos valores que sustentam OUA/UA que, ao longo de 50 anos, obteve “importantes progressos” que devem ser agora “capitalizados” para que se possa superar os inúmeros desafios que ainda persistem.

No entender de Jorge Borges, os jovens têm um “papel importante” no futuro do continente, pelo que um dos objetivos destas comemorações é-lhes dirigido e visa sensibilizar a nova geração de africanos para os ideais do pan-africanismo.

Por outro lado, Cabo Verde entende, segundo o ministro, que este é o momento para os africanos fazerem uma avaliação do percurso feito pela OUA/UA dos seus ideais, conquistas e esforços feitos desde sempre na promoção de uma África dinâmica, pacífica e conduzida pelos seus próprios cidadãos.

Para as autoridades cabo-verdianas, os africanos devem representar uma força de mudança na arena global, capaz de vencer os desafios e de aproveitar da melhor forma as oportunidades oferecidas pelo século XXI.

“Cabo Verde tem, nos progressos realizados desde a independência, na consolidação do Estado de Direito Democrático, na boa governação e no desenvolvimento, dado a melhor contribuição em prol de uma África unida e próspera”, sublinhou Jorge Borges.

Nesse sentido, lembrou que o lema das celebrações conta com o envolvimento de todas as organizações, municípios, sociedade civil na realização do programa comemorativo da efeméride, que começou na quinta-feira com a entrega do Facho do Jubileu de Ouro ao presidente da Câmara Municipal da Cidade da Praia, Ulisses Correia e Silva, pelo próprio Jorge Borges.

A OUA foi fundada a 25 de maio de 1963 em Adis Abeba, Etiópia, e hoje, enquanto UA, integra 53 países que enformam o continente africano.

 

JSD // MLL – Lusa/Fim

Foto: LUSA / arquivo – Cimeira da Uinão Africana, em Adis Abeba, Etiópia, 29 de janeiro de 2012. EPA/PETER DELARUE (epa03084908)

Também poderá gostar

Sem comentários