Mais docentes no Ensino Superior em vários países e a criação de novas cátedras em Goa, Macau, Itália e Cabo Verde fazem parte da agenda do ano lectivo 2015/2016 do Camões-Instituto da Cooperação e da Língua.
ica

A integração da língua portuguesa nos sistemas de ensino da Bulgária, Croácia, Hungria, Republica Checa, Roménia, Polónia, Noruega e Islândia.

Mais docentes no ensino superior em vários países e a criação de novas cátedras em Goa, Macau, Itália e Cabo Verde fazem parte da agenda do ano lectivo 2015/2016 do Camões- Instituto da Cooperação e da Língua.

Em declarações à RDP Internacional, a Presidente do Camões, Ana Paula Laborinho avança números, cerca de 70 mil alunos no estrangeiro do ensino básico e secundário vão aprender português, para um universo de 919 professores.

Leia em RTP

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar