A propósito dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro de 2016, um curto glossário à volta da diferença, por exemplo, entre olimpíada e olímpiadas, olímpico e olimpismo, arena, estádio ou pavilhão.
Por Filipe Carvalho, José Mário Costa.

Com a realização dos Jogos Olímpicos de 2016,  no Rio de Janeiro, de 5 a 21 do presente mês de agosto, há toda uma terminologia própria e específica  – grande parte dela já  tratada no Ciberdúvidas [cf.Textos Relacionados, ao lado] –, que vale a pena sintetizar, nomeadamente as de uso menos rigoroso nos meios de comunicação social. De A a Z, incluindo algumas normas de redação corrente e outros pormenores informativos:

  • ARENA. Palavra  com origem no latim arēna, entrou no português pelo castelhano arena *. De emprego corrente também no Brasil, corresponde a um recinto circular multiúsos, com finalidades várias. Sendo mais abrangente que o termo estádio, o conceito assemelha-se. No passado, o solo da arena era constituído por areia, onde combatiam gladiadores ou se realizavam espetáculos, enquanto hoje impera a relva – gramado, no Brasil —, o tartã e o chamado piso sintético.
  • CANOAGEM. Modalidade olímpica desde 1936,  disputa-se, por regra, em circuitos como este, no Rio de Janeiro.
  • COI. Sigla de Comité Olímpico Internacional. Os comités olímpicos de língua oficial portuguesa podem ser consultados aqui.
  • ESGRIMA. A esgrima é uma modalidade com espadas e floretes. A palavra vem do italiano scrima, que derivou do antigo germânico skrimjan, “proteger”. Em 1900, surge nos Jogos Olímpicos. As mulheres começaram a competir a partir dos Jogos de 1956.
  • ESTÁDIO. É um complexo desportivo com um campo relvado, ou não, circundado por arquibancadas destinadas ao público e tem como prática desportiva principal o futebol, apesar de admitir outras modalidades, como o atletismo. Na generalidade, é um espaço aberto, se bem que já haja estádios fechados. No passado, o estádio [stadium – origem grega] dizia respeito a uma medida de distância com cerca de 200 m destinada à prática de desportos. No Brasil, ainda há alguns que mantêm essa denominação, entre os locais da presente  competição (aqui). É o caso do Maracanã,  palco da abertura e encerramento destes seus jogos, de  agosto 2016.
  • GINÁSTICA – Esta palavra vem do Grego gymnazein, “treinar, exercitar-se”. Os atletas, no passado, realizavam estes exercícios nus – gymnos significa “nu”. Atividade de desenvolvimento físico, agilidade, flexibilidade e mobilidade do corpo.  Em 1896, passou a ser uma modalidade dos Jogos Olímpicos. A partir de 1950, passou a ser praticada com aparelhos.
  • HALTEROFILISMO. O halterofilismo é uma modalidade de força que consiste no levantamento de pesos. Desde 1896 que está presente nos Jogos Olímpicos. A Federação Internacional de Halterofilia nasceu em 1905. O termo vem do grego haltēres, “massas de chumbo para fazer exercícios nos ginásios” e também do grego  phílos, “amigo”.
  • JOGOS OLíMPICOS. Trata-se de uma palavra proparoxítona e, portanto, deve ter acentuação no “í”. Tem o mesmo significado de  olimpíadas. também um vocábulo proparoxítono. Estes Jogos Olímpicos de 2016oficialmente  denominam-se Jogos da XXXI Olimpíada, mais comumente Rio 2016. Grafado em letra romana, também podem escrever-se com a abreviação do ordinal ou por extenso: 31.º e trigésimos primeiros jogos**, respetivamente. A sigla correspondente, JO, dispensa os pontos.
  • JUDO. Ou judô, no português do Brasil, com origem no japonês ju, «ágil» + dô, «modo». É modalidade olímpica desde 1964. Judoca é o/a atleta que o pratica.
  • MAiÚSCULAS.  As entidades desportivas, assim como os locais onde decorrem as competições desportivas, escrevem-se em letras maiúsculas: Comité Olímpico Internacional, Centro Aquático de Pentatlo Moderno, Estádio do Maracaná, etc. Da mesma forma, a equipa independente Atletas Olímpicos Refugiados deve ser registada em maiúsculas, pois é equiparada às  seleções dos diferentes países participantes.
  • MARATONA. A maratona é uma competição que é o símbolo das Olimpíadas. Em 490 AC,   numa planície denominada Maratona, pois lá florescia uma planta apelidada de márathos,   gregos e persas pelejaram.  Pheidippides correu aproximadamente 40 km fazendo o percurso da Planície de Maratona até Atenas, para dar a boa notícia da vitória grega. Desde o começo dos Jogos Olímpicos que se corre a maratona.
  • MINÚSCULAS. As designações atribuídas a pessoas que participam nas celebrações, competições, ou mesmo as próprias competições dos Jogos Olímpicos representam-se em minúsculas. Por exemplo: portadores da tocha olímpica,  medalhistas , organizadores, medalha de ouro, medalha de prata, medalha de bronze,  ciclismo, judo, atletismo, natação, triatlo, futebol, vela,  etc.,  etc.
  • NATAÇÃO. O termo vem do latim natare e significava banhar-se, “nadar, encher de água” .  Em 1896, a natação começou a fazer parte dos Jogos Olímpicos e a partir de 1912 foi aberta a participação às mulheres.
  • OLIMPÍADA. Com acento no “i” – palavra, portanto,  proparoxítona ou exdrúxula – designa o período de quatro anos decorridos entre duas celebrações consecutivas dos Jogos Olímpicos. Proveio do gregoolympiás, -ados, «a celebração dos jogos olímpicos», por via do latim olimpiãde, «olimpíada; período de quatro anos».* Como se esclarece em anterior resposta,  a palavra  nasceu na cidade grega Olímpia, onde eles começaram a realizar-se em 776 a.C., em honra de Zeus.
  • OLÍMPICO. Com vários sentidos hoje em dia, tem origem no grego olympikós, «de Olímpia», pelo latimolympicu-, com idêntico significado.
  • OLIMPISMO. «Cultivo do espírito olímpico»; o mesmo que «desportivismo». De  olimpo  («lugar delicioso», «céu», «paraíso») + -ismo. *
  • PAVILHÃO. Na vertente desportiva, é um recinto fechado onde se praticam diferentes modalidades (andebol, basquetebol, voleibol, hóquei em patins, etc.).
  • RECINTO. Nas suas diversas designações e especificidades – arena, estádio, parque aquático, velódromo, etc. –,  veja-se aqui onde  se situam e quais são eles para os JO do Rio de Janeiro – muitos deles construídos de  raiz ou requalificados.
  • SIGLAS. As dos países participantes nestes jogos do Rio de Janeiro estão descritas aqui.

 

* in Grande Dicionário da Língua Portuguesa,  da Porto Editora (2004)

** Trigésimos primeiros jogos (e não “trigésimo primeiros jogos), pelo facto de os dois primeiros termos serem adjetivos que qualificam o substantivo “jogos”; por este motivo, devem fazer a concordância em género e número com o nome.

Extraído de:ciberduvidas

close
Subscreva as nossas informações
Partilhar