Durban(South Africa)Torcedores de diversas nacionalidades e sota

Portugal e Brasil estudam partilha de custos do ensino da língua portuguesa em Timor-Leste

Lisboa, 22 fev (Lusa) – O governo português propôs ao Brasil a partilha de custos do ensino da língua portuguesa no âmbito dos programas de cooperação técnico-militar em Timor-Leste, revelou hoje o ministro da Defesa, Azeredo Lopes.

Atualmente, disse, existem “problemas relevantes” na formação de uma nova geração de militares timorenses que “domina com maior dificuldade” a língua portuguesa, sublinhou o ministro, em declarações aos jornalistas, no parlamento.

“Na prática deixará de haver cooperação técnico militar se não houver compreensão linguística por parte dos formandos”, disse Azeredo Lopes, à margem de uma conferência sobre cooperação técnico-militar, que decorre na Assembleia da República.

O ministro da Defesa adiantou que o ensino da língua portuguesa e, se possível, uma formação linguística já com elementos técnicos de natureza militar “é um dos objetivos mais urgentes” na cooperação com Timor-Leste.

A proposta para a partilha de custos dessa formação ao Brasil, país que também tem programas de cooperação com Timor-Leste, foi feita na semana passada durante a visita oficial do ministro brasileiro da Defesa, Raul Jungmann.

“A proposta que fiz e está em estudo foi a de que partilhássemos esses custos ou se necessário que os articulássemos ou definíssemos as áreas onde fosse mais vantajoso”, adiantou, afirmando esperar que no prazo de seis meses possa haver desenvolvimentos.

Azeredo Lopes admitiu que a barreira da língua possa também verificar-se noutros programas de cooperação técnico-militar, apontando como exemplo a Guiné Equatorial, cuja língua mais falada é o espanhol e tem ainda como segunda língua oficial o francês.

Na intervenção que fez na conferência, Azeredo Lopes disse que tem sido sentida ao longo dos anos a necessidade de melhorar o conhecimento da língua portuguesa para tornar mais eficaz a comunicação entre os militares.

SF // zo – Lusa/fim

 

Também poderá gostar


Sem comentários

ARTIGOS POPULARES