portal cooperacao china paises lusofonos

Mais de 60 empresários de Macau em Cabo Verde e Portugal para fóruns sino-lusófonos

Macau, China, 13 jun (Lusa) – Mais de 60 empresários de Macau vão participar, a partir de sexta-feira, em Cabo Verde e depois em Portugal, em fóruns subordinados à cooperação económica e comercial entre a China e os países de língua oficial portuguesa.

Segundo o Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau (IPIM), que organiza a comitiva, a delegação empresarial vai participar, entre os próximos dias 16 e 18, na cidade da Praia, em Cabo Verde, no Encontro de Empresários para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, e depois em fóruns em Lisboa e no Porto.

Durante o encontro empresarial na Praia, que vai fazer convergir mais de 150 empresários de Macau e da China, vai decorrer uma sessão de apresentação do fundo chinês de mil milhões de dólares destinado a investimentos de e para os países lusófonos, cuja sede foi ‘transferida’ de Pequim para Macau no dia 01, com vista a atrair mais candidaturas.

A comitiva, composta por empresários de setores como manufatura, importação e exportação, comércio, prestação de serviços, consultadoria, energia ou construção e engenharia, vai também efetuar uma série de visitas, incluindo a um parque industrial e ao projeto turístico da Macau Legend Development, do empresário de Macau David Chow, segundo informação facultada pelo IPIM à agência Lusa.

Depois da ‘missão’ em Cabo Verde, a delegação parte para Portugal, onde o IPIM organiza, em Lisboa, em conjunto com o Conselho para a Promoção do Comércio Internacional da China (CCPIT) e a Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), uma sessão de apresentação da atual situação económica e ambiente de investimento em Macau e na China.

De seguida, a comitiva segue para o Porto para participar na primeira Feira & Fórum Internacional de Negócios China-Países de Língua Portuguesa e Espanhola (FIN2017), que vai ter lugar, na Exponor, entre os próximos dias 21 e 23.

A China estabeleceu a Região Administrativa Especial de Macau (RAEM) como plataforma para o reforço da cooperação económica e comercial com os países de língua portuguesa em 2003, ano em que criou o Fórum Macau.

DM // VAM – Lusa/Fim

Também poderá gostar


Sem comentários

ARTIGOS POPULARES