carris

Episódio 86 – entrar nos eixos

A expressão desta semana é entrar nos eixos. Parece-me que o seu significado é bastante óbvio e consequentemente vamos começar pelos exemplos de uso.

O primeiro exemplo retirámos de um título de uma notícia desportiva:

Argentina entra nos eixos com a arte de Messi

E o segundo também é um título mas desta vez de um blogue brasileiro:

O país precisa de entrar nos eixos

Outros exemplos seriam:

No segundo ano da faculdade, comecei a trabalhar e porque deixei de ter tempo para ir às aulas, chumbei em quase todos os exames. No terceiro ano, tive de entrar nos eixos para fazer todas as cadeiras que tinha em atraso.

— Se queres voltar a viver cá em casa tens de entrar nos eixos! Não podes simplesmente fazer o que te dá na gana.
— Eu prometo ser mais responsável e cumprir todas as tarefas.

Eixo é uma linha reta (real ou imaginária) que divide em duas partes iguais ou simétricas os corpos ou as superfícies. Por exemplo o eixo da via é a linha longitudinal que divide a faixa de rodagem em dois sentidos de circulação e que geralmente está assinalado com um traço branco. A expressão pode derivar deste sentido de “linha reta” pois pretende descrever uma situação em que alguém ou alguma coisa se desvia da norma e regressa à normalidade.

Mas a palavra “eixo” também pode ter um significado mais técnico. Em mecânica, um “eixo” pode ser uma peça onde se encaixam outros elementos que giram sobre ela. E poderá também ser deste significado que deriva a expressão pois o eixo de um carro permite que as duas rotas se mantenham paralelas e não se desviem ou saiam dos carris por onde devem circular. A expressão sublinha o facto de alguém ou alguma coisa voltar a “encaixar” no “eixo” de onde saiu ou se desviou.

Independentemente da sua origem, a frase entrar nos eixos descreve uma situação em que uma pessoa regressa à “normalidade” ou volta a respeitar as regras que lhe são impostas depois de se ter desviado da norma ou desrespeitado os regulamentos durante algum tempo.

No último exemplo apresentámos uma outra expressão bastante popular: fazer o que nos dá na real gana ou fazer o que dá na (real) gana cujo significado é simplesmente fazer o que se tem na vontade ou o que nos apetece. Eis dois exemplos de uso desta expressão:

— O meu filho adolescente está cada vez mais rebelde, só faz o que lhe dá na gana. Agora deu para não tomar banho, acreditas?
— Tens de ter paciência! São fases. Em breve, isso passa-lhe!

— Assim que me reformar mudo-me para a minha casa de campo e só faço o que me der na real gana.
— Acho muito bem. Depois de uma vida estressante tens todo o direito de fazer só aquilo que te apetece.

Referências
“Argentina entra nos ‘eixos’ com a arte de Messi”, in Desporto, 16 de Novembro de 2016, “http://desporto.sapo.pt/futebol/internacional/artigo/2016/11/16/genio-de-lionel-messi-recoloca-argentina-na-rota-da-russia [consultado em 22-01-2017]

“eixo”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://www.priberam.pt/dlpo/eixo [consultado em 22-01-2017].

“O país precisa de entrar nos eixos!” in Blog do Geraldo José, 13 de Janeiro de 2013,http://www.geraldojose.com.br/index.php?sessao=noticia&cod_noticia=34416 [consultado em 22-01-2017].say-it-in-portuguese

Também poderá gostar


Sem comentários

ARTIGOS POPULARES