O secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro. 10 JANEIRO DE 2015). TIAGO PETINGA/LUSA
O secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro. 10 JANEIRO DE 2015). TIAGO PETINGA/LUSA

Ensino de português para as comunidades portuguesas

 – 

O alargamento do ensino de português às comunidades é uma aposta do Governo, que tem preparada a abertura de novos cursos em diversos países.

A criação de uma escola bilingue anglo-portuguesa, a funcionar em Londres, foi aprovada por acordo entre os governos português e britânico, de acordo com informações fornecidas ao PÚBLICO pelo secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro.

A aposta na ampliação da rede do ensino de português no estrangeiro, que sirva os filhos, netos e outros descendentes de emigrantes portugueses, é assumida pelo secretário de Estado das Comunidades em nome do Governo de António Costa.

Nesse sentido, foi já assinada uma declaração conjunta entre os ministros da Educação de França e de Portugal, depois de os termos do acordo terem sido trabalhados pelos respectivos ministérios dos Negócios Estrangeiros. Esta declaração conjunta esteve para ser assinada quando o Presidente francês, François Hollande, visitou Portugal, mas foi subscrita dias depois, em função dos cortes introduzidos no programa da visita na sequência do atentado terrorista em Nice.

Este acordo tem como objectivo “a substituição dos cursos de Língua e Cultura de Origem pelos cursos de Ensino Internacional de Línguas Estrangeiras”, cujo arranque está previsto já para o ano lectivo de 2016/17. Ler o artigo completo (Público)

Também poderá gostar


Sem comentários

ARTIGOS POPULARES