Foto LUSA - Dança de Timor-Leste em frente da nova sede da CPLP em Díli . Timor-Leste, 23 de julho de 2015. EPA/ANTONIO DASIPARU
Foto LUSA - Dança de Timor-Leste em frente da nova sede da CPLP em Díli . Timor-Leste, 23 de julho de 2015. EPA/ANTONIO DASIPARU

CPLP “disponível e interessada” em apoiar Timor-Leste na difusão do Português

Díli, 18 maio (Lusa) – A Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) está “disponível e interessada” em apoiar Timor-Leste na difusão da língua portuguesa, tema que está na agenda dos Estados-membros, disse à Lusa em Díli a secretária executiva da organização.

“Isto está na agenda da CPLP. Aliás foi realizada, cá em Díli, uma conferência sobre o futuro da língua portuguesa, cujas recomendações são muito importantes para o futuro da língua portuguesa aqui em Timor-Leste”, disse Maria do Carmo Silveira à Lusa em Díli.

“A CPLP está disponível e interessada em apoiar os irmãos de Timor-Leste neste projeto de difusão da língua portuguesa. A língua portuguesa é a base da nossa comunidade e tudo faremos para apoiar o povo timorense a melhorar o seu conhecimento da língua portuguesa”, disse depois de um encontro com o primeiro-ministro timorense, Rui Maria de Araújo.

“Falámos sobre a CPLP, os desafios que tem a CPLP neste momento, particularmente com a aprovação da nova visão estratégica e particularmente sobre as prioridades do meu mandato enquanto secretária executiva. E recebi do senhor PM algumas propostas concretas”, disse.

A secretária executiva da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), que tomou posse em janeiro, está em Díli na sua primeira visita oficial ao país, onde participa, no fim de semana, nas cerimónias de posse do Presidente eleito, Francisco Guterres Lu-Olo.

Noutro âmbito, Maria do Carmo Silveira garantiu que o espaço lusófono continua a falar de economia, recordando que a última cimeira, em Brasília, inclui na visão estratégica “orientações para mais apostas na cooperação económica e empresarial”

O secretariado executivo já “submeteu uma proposta de ações concretas neste domínio que será apreciada em julho no conselho de ministros”, disse, mostrando-se confiante de que “as propostas terão um bom acolhimento por parte dos Estados-membros da CPLP”

ASP // FPA – Lusa/Fim

Também poderá gostar


Sem comentários

ARTIGOS POPULARES